Publicidade

Melocactus azureus





Nativo do sertão brasileiro e com crescimento demasiadamente lento, o Melocactus azureus é um cacto raro, muito ornamental e cada vez mais difícil de ser encontrado no seu árido habitat natural, a caatinga. Apresenta coloração de tom azulado, sulcos longitudinais e espinhos longos e curvos, atinge cerca de 20cm de altura e 15cm de diâmetro.
Pertencente a família botânica Cactaceae é ideal para compor jardins rochosos ou cultivá-lo em vasos tipo bacia, onde sua beleza fica ainda mais evidenciada, principalmente quando se faz cobertura em seu entorno com seixos ou pedriscos brancos. No seu jardim de cactos pode ser utilizado com planta central. O Melocactus azureus deve ser cultivado sempre exposto ao sol pleno, em solo arenoso acrescido com pouca matéria orgânica e com drenagem eficaz.
Se bem cuidado, em alguns anos no topo do Melocactus azureus surge um órgão cilíndrico encoberto por fina penugem esbranquiçada valorizando ainda mais sua beleza. O Melocactus azureus ficou popularmente conhecido em todo Brasil como cacto Cabeça-de-frade-azul e seu preço é considerado baixo em relação a outras espécies.






Visite também nossos Blogs: MultifloraMulti VasosMais PlantasSegredo das OrquídeasRemédios da VovóPet de CasaReceitas TianastaciaJardim de Remédios, Moldes Fibratech e Portal Multiflora um deles terá a informação sobre plantas e flores que você procura. Fique sempre atualizado seguindo o perfil da Multifloranet nas Redes Sociais.
Aprenda como plantar e cultivar flores, plantas e frutíferas, saiba qual melhor adubo ou fertilizante usar, qual melhor substrato ou solo ideal para produzir muitas frutas e flores.
Conheça as plantas raras e flores exóticas espalhadas pelo mundo, qual melhor vaso para plantar, como fazer podas e a quantidade correta de fertilizantes para ter flores no jardim o ano todo.
Dicas de como cultivar suculentas, cactos, orquídeas, folhagens, plantas carnívoras, rosas, samambaias, trepadeiras, plantas de ar, palmeiras, bonsai, rosas do deserto, ervas aromáticas, plantas aquáticas e gramados, com dicas dos diversos tipos e qualidades de grama mais indicados para cultivar em cada região.
Entenda qual melhor planta para luz direta, luz indireta, meia sombra, locais sombreados, qual planta é ideal para plantar em regiões litorâneas, qual planta resiste a salinidade e climas de frio intenso com geadas.
Aprenda montar você mesmo, jardins de inverno, jardins desérticos, jardins verticais, como fazer orquídea florir e ter flores coloridas no jardim o ano inteiro, como atrair passarinhos, borboletas e beija-flor ao jardim.
Dicas de receitas caseiras para combater pragas e infestações de pulgão, cochonilha, formigas, lagartas e fungos, entenda qual melhor veneno para acabar com cada tipo de ataque ao seu jardim.


Parthenocissus quinquefolia





Nome Científico: Parthenocissus quinquefolia
Nomes Populares: Hera-americana, Trepadeira-da-virgínia, Vide-virgem, Videira-virgem, Vinha-virgem, Vinha-virgem-da-virgínia
Família: Vitaceae
Categoria: Forrações à Meia Sombra, Trepadeiras
Clima: Subtropical, Temperado
Solo: Fértil, rico em matéria orgânica
Regas: Periódicas
Origem: América do Norte
Altura: acima de 12 metros
Poda: Durante o Inverno
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Multiplicação: Sementes e estaquia
Dicas e cuidados: Em muitos casos pode se tornar invasiva se não controlada.






A Parthenocissus quinquefolia é uma espécie de trepadeira muito ornamental pertencente a família botânica Vitaceae, que ficou conhecida popularmente no Brasil como Hera-americana.
É uma espécie de trepadeira de crescimento muito vigoroso, semi-lenhosa, decídua e de folhagem muito ornamental, apresenta gavinhas que terminam em discos aderentes, capazes de fixar a planta em superfícies ásperas, própria para revestir troncos de árvores, paredes chapiscadas, muros ou cercas.
O caule da Parthenocissus quinquefolia é inicialmente esverdeado, mas com o passar do tempo se torna marrom e pubescente. Quando bem tutorada pode atingir facilmente de 10 a 30 metros de altura ou comprimento, suas folhas são alternas, longo-pecioladas, compostas, palmadas e tipicamente divididas em cinco folíolos elípticos, com margens serrilhadas.
A cor das folhas da Parthenocissus quinquefolia varia conforme a estação do ano, na Primavera e Verão são de tons verdes e no Outono adquire tons avermelhados, antes de cair.
Na primavera e verão, suas inflorescências com numerosas flores pequenas, esverdeadas com importância ornamental secundária contrastam com seus frutos pretos esféricos, com duas ou três sementes, muito semelhantes a uvas. Por conter ácido oxálico são venenosos para mamíferos, mas muito apreciados pelos pássaros.
De crescimento rápido, a hera-americana deve ser podada no Inverno, época em que a planta não apresenta folhas.
A Parthenocissus quinquefolia deve ser cultivada em ambientes de sol pleno ou meia-sombra, com solo fértil, enriquecido com matéria orgânica, bem drenável e irrigado periodicamente. Aprecia climas de subtropicais a temperado.
Apesar de ser uma trepadeira, a hera-americana pode fazer às vezes de forração, emitindo fortes raízes adventícias no solo. Neste caso, não é tolerado o pisoteio da planta.
Multiplica-se por sementes e por estaquia. As sementes geralmente necessitam de pelo menos 2 meses de frio, antes do plantio, para quebra da dormência.

Cuidados:
A hera-americana pode se tornar invasiva em determinadas situações e, se deixada a crescer livremente, pode sufocar arbustos e outras plantas.






Visite também nossos Blogs: MultifloraMulti VasosMais PlantasSegredo das OrquídeasRemédios da VovóPet de CasaReceitas TianastaciaJardim de Remédios, Moldes Fibratech e Portal Multiflora um deles terá a informação sobre plantas e flores que você procura. Fique sempre atualizado seguindo o perfil da Multifloranet nas Redes Sociais.
Aprenda como plantar e cultivar flores, plantas e frutíferas, saiba qual melhor adubo ou fertilizante usar, qual melhor substrato ou solo ideal para produzir muitas frutas e flores.
Conheça as plantas raras e flores exóticas espalhadas pelo mundo, qual melhor vaso para plantar, como fazer podas e a quantidade correta de fertilizantes para ter flores no jardim o ano todo.
Dicas de como cultivar suculentas, cactos, orquídeas, folhagens, plantas carnívoras, rosas, samambaias, trepadeiras, plantas de ar, palmeiras, bonsai, rosas do deserto, ervas aromáticas, plantas aquáticas e gramados, com dicas dos diversos tipos e qualidades de grama mais indicados para cultivar em cada região.
Entenda qual melhor planta para luz direta, luz indireta, meia sombra, locais sombreados, qual planta é ideal para plantar em regiões litorâneas, qual planta resiste a salinidade e climas de frio intenso com geadas.
Aprenda montar você mesmo, jardins de inverno, jardins desérticos, jardins verticais, como fazer orquídea florir e ter flores coloridas no jardim o ano inteiro, como atrair passarinhos, borboletas e beija-flor ao jardim.
Dicas de receitas caseiras para combater pragas e infestações de pulgão, cochonilha, formigas, lagartas e fungos, entenda qual melhor veneno para acabar com cada tipo de ataque ao seu jardim.

Torenia fournieri




Nome Científico: Torenia fournieri
Nomes Populares: Torênia, Amor-perfeito-de-verão
Família: Scrophulariaceae
Categoria: Flores Anuais
Clima: Continental, Equatorial, Mediterrâneo, Oceânico, Subtropical, Temperado, Tropical
Origem: Ásia
Altura: 0.1 a 0.3 metros
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
Ciclo de Vida: Anual






As torênias são floríferas herbáceas e anuais de verão. Da família Scrophulariaceae, elas são aparentadas com as dedaleiras e as bocas-de-leão. Seu porte é pequeno, atingindo cerca de 30 cm de altura. A ramagem é compacta e bastante ramificada, dando a planta um aspecto simétrico e arredondado. As folhas são glabras, verdes e opostas, com margens serrilhadas. As flores são abundantes, axilares e terminais. Elas são lindas, aveludadas, em forma de trompete, com corola azul e garganta branca-amarelada. A floração se estende pela primavera e verão.

Atualmente estão disponíveis muitas variedades de torênias, com portes diferentes, assim como plantas mais densas e outras pendentes. Há ainda uma grande diversidade de outras cores além do azul, desde o branco, passando pelo rosa, amarelo, roxo, violeta até o vermelho. No paisagismo elas substituem perfeitamente os amores-perfeitos no verão, formando belos e densos maciços e bordaduras. Também podem ser plantadas em vasos e jardineiras, e as variedades pendentes ficam excelentes em cestas suspensas.

Devem ser cultivadas sob sol pleno ou meia-sombra, em solo humoso, drenável e irrigado regularmente. É interessante que se faça ainda o beliscamento das pontas dos ramos, para estimular o adensamento da planta. Fertilizações semanais na primavera e verão são suficientes para um abundante florescimento. Aprecia as temperaturas amenas, florescendo melhor nas regiões serranas e no sul do país. Multiplica-se por sementes, postas a germinar do outono ao início da primavera, e mais raramente por estacas.





Visite também nossos Blogs: MultifloraMulti VasosMais Plantas, Bela Flore, Segredo das OrquídeasRemédios da VovóPet de CasaReceitas TianastaciaJardim de Remédios, Moldes Fibratech e Portal Multiflora um deles terá a informação que você procura. Fique sempre atualizado seguindo o perfil da Multifloranet nas Redes Sociais.
Aprenda como plantar flores, plantas e frutíferas, saiba qual melhor adubo ou fertilizante usar, qual melhor substrato ou solo ideal para produzir muitas frutas, plantas e flores.
Conheça as plantas raras e flores exóticas, qual melhor vaso para plantar, como fazer podas e a quantidade correta para ter flores no jardim o ano todo.
Dicas de como cultivar suculentas, cactos, orquídeas, folhagens, plantas carnívoras, rosas, samambaias, trepadeiras, plantas de ar, palmeiras, bonsai, rosas do deserto, ervas aromáticas, plantas aquáticas e gramados, com os diversos tipos e qualidades de grama melhor indicado para cada região.
Entenda qual melhor planta para luz direta, luz indireta, meia sombra, locais sombreados, qual planta é ideal para plantar em regiões litorâneas, qual planta resiste a salinidade e climas de frio intenso com geadas.
Aprenda montar você mesmo, jardins de inverno, jardins desérticos, jardins verticais, como fazer orquídea florir e ter flores coloridas no jardim o ano inteiro, como atrair passarinhos, borboletas e beija-flor ao jardim.
Dicas de receitas caseiras para combater pragas e infestações de pulgão, cochonilha, formigas, lagartas e fungos, entenda qual melhor veneno para acabar com cada tipo de ataque ao seu jardim.

Chrysanthemum x morifolium




Nome Científico: Chrysanthemum x morifolium
Nomes Populares: Crisântemo, Crisântemo-da-china, Crisântemo-do-japão, Monsenhor
Família: Asteraceae
Categoria: Flores Anuais, Flores Perenes
Clima: Continental, Mediterrâneo, Oceânico, Subtropical, Temperado, Tropical
Origem: Ásia, China, Japão
Altura: 0.3 a 0.4 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene






Rainha das flores de corte no Brasil, o crisântemo é uma planta muito difundida. Devido a um intenso programa de seleção e melhoramento genético, assumiu uma grande diversidade de variedades hortícolas. Suas flores podem ser simples ou dobradas, de cores e formas muito diversas. Podemos dizer que o crisântemo é uma flor com estilo campestre, como as outras plantas desta mesma família, no entanto, existem variedades com aparência muito majestosa. O crisântemo, pode ser colorido após o corte se colocado em soluções de corantes. É crescente sua comercialização como planta envasada.

Devem ser cultivadas em ambientes controlados com iluminação e temperatura adequada para cada época do ano e variedade, em substrato e irrigação bem ajustado às suas necessidades. Existem variedades que podem ser perenes no nosso jardim, raras em cultivo. Multiplica-se por estaquia.





Visite também nossos Blogs: MultifloraMulti VasosMais Plantas, Bela Flore, Segredo das OrquídeasRemédios da VovóPet de CasaReceitas TianastaciaJardim de Remédios, Moldes Fibratech e Portal Multiflora um deles terá a informação que você procura. Fique sempre atualizado seguindo o perfil da Multifloranet nas Redes Sociais.
Aprenda como plantar flores, plantas e frutíferas, saiba qual melhor adubo ou fertilizante usar, qual melhor substrato ou solo ideal para produzir muitas frutas, plantas e flores.
Conheça as plantas raras e flores exóticas, qual melhor vaso para plantar, como fazer podas e a quantidade correta para ter flores no jardim o ano todo.
Dicas de como cultivar suculentas, cactos, orquídeas, folhagens, plantas carnívoras, rosas, samambaias, trepadeiras, plantas de ar, palmeiras, bonsai, rosas do deserto, ervas aromáticas, plantas aquáticas e gramados, com os diversos tipos e qualidades de grama melhor indicado para cada região.
Entenda qual melhor planta para luz direta, luz indireta, meia sombra, locais sombreados, qual planta é ideal para plantar em regiões litorâneas, qual planta resiste a salinidade e climas de frio intenso com geadas.
Aprenda montar você mesmo, jardins de inverno, jardins desérticos, jardins verticais, como fazer orquídea florir e ter flores coloridas no jardim o ano inteiro, como atrair passarinhos, borboletas e beija-flor ao jardim.
Dicas de receitas caseiras para combater pragas e infestações de pulgão, cochonilha, formigas, lagartas e fungos, entenda qual melhor veneno para acabar com cada tipo de ataque ao seu jardim.

Bellis perennis




Nome Científico: Bellis perennis
Nomes Populares: Bonina, Bela-margarida, Bonita, Mãe-de-família, Margarida, Margarida-comum, Margarida-dos-prados, Margarida-inglesa, Margarida-menor, Margarida-rasteira, Margarida-vulgar, Margaridinha, Margarita, Rapazinho, Rapazinhos, Sempre-viva
Família: Asteraceae
Categoria: Flores Anuais, Flores Perenes, Medicinal
Clima: Continental, Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical
Origem: Ásia, Europa
Altura: 0.1 a 0.3 metros
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene




A bonina é uma planta herbácea, florífera e perene, conhecida no mundo todo por suas propriedades medicinais e ornamentais. Suas folhas são verdes, espatuladas, carnosas, com margens crenadas ou serradas, pubescentes e dispostas em roseta basal. As inflorescências despontam acima da folhagem, são do tipo capítulo, com pétalas em nuances róseas, brancas ou vermelhas e o centro amarelo brilhante. O florescimento se distribui durante todo o ano, dependendo da época de plantio. Os frutos são secos, ovados, pubescentes e indeiscentes, do tipo cipsela. Há variedades com inflorescências de corola simples ou dobrada.

Esta alegre e delicada margarida, que mais parece um pom-pom nas variedades dobradas, é usualmente utilizada em bordaduras e maciços, assim como em vasos e jardineiras. Suas flores apresentam hastes fortes e são bastante duráveis, prestando-se como flor-de-corte, na composição de arranjos e buquês. Versátil, a bonina também é comestível e medicinal, sendo muito utilizada na forma de cataplasmas e infusões das flores e folhas.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia sombra, em solo fértil, bem drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Aprecia o frio do clima subtropical ou temperado, florescendo em abundância no inverno. A despeito disso, não tolera geadas fortes, devendo ser protegida com palha ou outra forração. Apesar de perene, é cultivada como anual e no máximo bienal, pois perde a beleza e o vigor com o tempo. Multiplica-se por sementes e por divisão dos estolhos.






Medicinal:
Indicações: eczemas, queimaduras, inflamações da pele, dores articulares, gota, reumatismo, afecções respiratórias, afecções digestivas, tosses
Propriedades: adstringente, cicatrizante, expectorante, antiinflamatória, emoliente, depurativa
Partes Utilizadas: folhas, flores
Alerta:
Devido à facilidade de propagação, esta espécie pode se tornar invasiva em determinadas situações.






Visite também nossos Blogs: MultifloraMulti VasosMais Plantas, Bela Flore, Segredo das OrquídeasRemédios da VovóPet de CasaReceitas TianastaciaJardim de Remédios, Moldes Fibratech e Portal Multiflora um deles terá a informação que você procura. Fique sempre atualizado seguindo o perfil da Multifloranet nas Redes Sociais.
Aprenda como plantar flores, plantas e frutíferas, saiba qual melhor adubo ou fertilizante usar, qual melhor substrato ou solo ideal para produzir muitas frutas, plantas e flores.
Conheça as plantas raras e flores exóticas, qual melhor vaso para plantar, como fazer podas e a quantidade correta para ter flores no jardim o ano todo.
Dicas de como cultivar suculentas, cactos, orquídeas, folhagens, plantas carnívoras, rosas, samambaias, trepadeiras, plantas de ar, palmeiras, bonsai, rosas do deserto, ervas aromáticas, plantas aquáticas e gramados, com os diversos tipos e qualidades de grama melhor indicado para cada região.
Entenda qual melhor planta para luz direta, luz indireta, meia sombra, locais sombreados, qual planta é ideal para plantar em regiões litorâneas, qual planta resiste a salinidade e climas de frio intenso com geadas.
Aprenda montar você mesmo, jardins de inverno, jardins desérticos, jardins verticais, como fazer orquídea florir e ter flores coloridas no jardim o ano inteiro, como atrair passarinhos, borboletas e beija-flor ao jardim.
Dicas de receitas caseiras para combater pragas e infestações de pulgão, cochonilha, formigas, lagartas e fungos, entenda qual melhor veneno para acabar com cada tipo de ataque ao seu jardim.

Ipomoea carnea




Nome Científico: Ipomoea carnea
Nomes Populares: Algodão-bravo, Algodão-de-pântano, Algodão-do-brejo, Algodoeiro-bravo, Campainha, Campainha-de-canudo, Canudo-de-lagoa, Canudo-de-pito, Capa-bode, Ipoméia-arbórea, Majorana, Mata-cabra, Mata-cobra, Mata-pinto, Salsa-branca, Salsão
Família: Convolvulaceae
Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Plantas Daninhas, Trepadeiras
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Brasil
Altura: 1 a 4 mts. altura
Flores: Róseas, violáceas ou brancas
Solo: Fértil, enriquecido com matéria orgânica
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Regas: Regulares
Podas: Suporta podas drásticas, possui crescimento rápido
Multiplicação: Estaquia, mergulhia e sementes
Cuidados: Planta tóxica que pode levar a morte.







A Ipomoea carnea pertencente a família botânica Convolvulaceae é nativa da América do Sul e ficou conhecida por diversos nomes populares, como por exemplo, Algodão-bravo, Algodão-de-pântano, Algodão-do-brejo, Algodoeiro-bravo, Campainha, Campainha-de-canudo, Canudo-de-lagoa, Canudo-de-pito, Capa-bode, Ipoméia-arbórea, Majorana, Mata-cabra, Mata-cobra, Mata-pinto, Salsa-branca e Salsão.
A Ipomoea carnea é um arbusto rústico, florífero e muito ornamental, porém potencialmente perigoso para o gado.
Seu caule é ramificado e ereto, suas folhas são cordiformes e acuminadas, seu porte médio pode variar de 1 a 4 mts de altura.
As abundantes flores róseas, violáceas ou brancas do Algodão bravo são campanuladas, surgem durante quase o ano todo, mas com mais intensidade durante a Primavera e Verão. Suas sementes são algodonosas e se dispersam facilmente por meio do vento e pela água.
Os beija-flores, as abelhas e borboletas são facilmente atraídos pelas vistosas flores do Algodão bravo em quase todas as estações do ano.
No jardim o florífero arbusto é cultivado isolado ou em grupos, organizado em renques ou em formas livres, pode ser cultivado também como trepadeira e ainda adorna muito bem jardins que possuam água, as margens de lagos e outros cursos d´água. Para cultivo na forma de trepadeira, a Ipomoea carnea deve receber o devido tutoramento e poda de condução. 
O Algodão bravo deve ser cultivada em solo fértil, enriquecido com matéria orgânica, sempre ao sol pleno e irrigado regularmente. Planta extremamente rústica da caatinga, o Algodão bravo não tolera o frio intenso ou geadas, já podas severas, queimadas, estiagem prolongada ou inundações não são problema para esta bela e resistente espécie.
O Algodão bravo é considerada tóxica e pode até levar a morte, entre os efeitos nocivos da planta estão apatia, incoordenação, fraqueza e emagrescimento, sempre com quadro clínico crônico e de difícil recuperação. Multiplica-se facilmente por estaquia, mergulhia e por sementes. Por se tratar de planta muito rústica em alguns casos se torna planta invasiva.






Visite também nossos Blogs: MultifloraMulti VasosMais PlantasSegredo das OrquídeasRemédios da VovóPet de CasaReceitas TianastaciaJardim de Remédios, Moldes Fibratech e Portal Multiflora um deles terá a informação que você procura. Fique sempre atualizado seguindo o perfil da Multifloranet nas Redes Sociais.
Aprenda como plantar flores, plantas e frutíferas, saiba qual melhor adubo ou fertilizante usar, qual melhor substrato ou solo ideal para produzir muitas frutas, plantas e flores.
Conheça as plantas raras e flores exóticas, qual melhor vaso para plantar, como fazer podas e a quantidade correta para ter flores no jardim o ano todo.
Dicas de como cultivar suculentas, cactos, orquídeas, folhagens, plantas carnívoras, rosas, samambaias, trepadeiras, plantas de ar, palmeiras, bonsai, rosas do deserto, ervas aromáticas, plantas aquáticas e gramados, com os diversos tipos e qualidades de grama melhor indicado para cada região.
Entenda qual melhor planta para luz direta, luz indireta, meia sombra, locais sombreados, qual planta é ideal para plantar em regiões litorâneas, qual planta resiste a salinidade e climas de frio intenso com geadas.
Aprenda montar você mesmo, jardins de inverno, jardins desérticos, jardins verticais, como fazer orquídea florir e ter flores coloridas no jardim o ano inteiro, como atrair passarinhos, borboletas e beija-flor ao jardim.
Dicas de receitas caseiras para combater pragas e infestações de pulgão, cochonilha, formigas, lagartas e fungos, entenda qual melhor veneno para acabar com cada tipo de ataque ao seu jardim.



Taraxacum officinale





Nome Científico: Taraxacum officinale
Sinonímia: Leontodon taraxacum, Taraxacum dens-leonis, Taraxacum retroflexum
Nomes Populares: Dente-de-leão, Taraxaco, Taráxaco, Pára-quedas, Amor-de-homem, Amor-dos-homens, Chicória-louca, Chicória-silvestre, Radite-bravo, Relógio-dos-estudantes, Coroa-de-monge, Soprão, Dente-de-leão-dos-jardins, Frango, Leutodonte, Amargosa, Alface-de-cão, Alface-de-côco, Esperança, Salada-de-toupeira, Quartilho
Família: Asteraceae
Categoria: Flores, Flores Anuais, Folhas e Flores, Medicinal, Plantas Daninhas, Plantas Hortícolas, Raízes e Rizomas
Clima: Continental, Equatorial, Mediterrâneo, Oceânico, Subtropical, Temperado, Tropical
Origem: Europa
Altura: 0.1 a 0.3 metros, 0.3 a 0.4 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene






O dente-de-leão é uma planta herbácea e perene, originária do continente europeu e mais comumente conhecida como uma erva daninha, de distribuição cosmopolita. Apresenta uma longa raiz pivotante e folhas basais, dispostas em roseta, oblongas a oblanceoladas, glabras ou pubescentes e irregularmente lobadas, com uma seiva amarga e leitosa. Suas inflorescências compostas são do tipo capítulo e surgem em escapos eretos, em qualquer época do ano. Elas apresentam flores de corola amarela, liguladas e que, por apomixia (reprodução assexuada), formam frutos do tipo aquênio, fusiformes e de cor marrom, equipados com cerdas brancas e sedosas, que permitem que o fruto atinja grandes distâncias, quando carregado pelo vento. O conjunto dos frutos tem uma forma esférica, plumosa, como um “pompom”.
O dente-de-leão é considerada uma importante planta daninha, principalmente em gramados, onde apresenta difícil erradicação, já que sua longa raiz arrebenta com facilidade ao se tentar o arranquio, persistindo assim no solo e rebrotando em seguida. Apesar disso, ela é também comestível, constando com frequência em listas de plantas comestíveis não convencionais, as “PANCs”. As folhas do dente-de-leão são uma fonte interessante de vitaminas A, B e C, sendo também ricas em ferro e potássio. Elas pode ser consumidas cruas em saladas e sucos verdes, ou mesmo cozidas e refogadas, como se fosse espinafre. As folhas mais maduras, costumam ser muito amargas e são preferidas para refogar, enquanto que as jovens são ideais para preparações cruas. Das suas raízes, tostadas e reduzidas a pó, também é possível fazer uma bebida substituta ao café, à semelhança da chicória. Com as flores faz-se geléia, xarope e vinho. Não obstante todas as suas qualidades como hortaliça, o dente-de-leão ainda tem uma elevada reputação como planta medicinal, tratando e prevenindo uma infinidade de doenças (veja quadro abaixo).
Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia sombra, em qualquer tipo de solo, mas preferencialmente férteis e irrigados regularmente. Eles crescem espontaneamente em terrenos baldios e ao longo de estradas, mas parecem ter uma predileção especial por gramados bem cuidados. Para controlá-la nestas situações, deve-se utilizar um firmino ou uma faca, soltando o solo entorno da raiz da planta, permitindo assim puxá-la inteira. Herbicidas seletivos também são eficientes em grandes áreas, onde o controle manual se torna inviável, mas devem ser utilizados sob criteriosa indicação e acompanhamento de um engenheiro agrônomo. Multiplica-se facilmente por sementes. Ao cultivá-la como hortaliça, é usual conduzi-la como anual, para que não seja permitida a frutificação, já que facilmente se espalha infestando os jardins das proximidades.






Medicinal:
Indicações: Gota, Acidose, Afecções ósseas, Acne, Afecções renais, Afecções da bexiga, Irritação da pele, Anemia, Arteriosclerose, Diarréia, Fraqueza, Cálculos biliares, Câncer, Cáries, Celulite, Cirrose, Cistite, Hipercolesterolemia, Constipação, Dermatoses, Afecções hepatobiliares, Reumatismo, Diabetes, Dismenorréia, Eczema, Edema, Esplenite, Icterícia, Nefrite, Obesidade, Oligúria, Piorréia, Envelhecimento precoce, Sardas, Varizes, Verrugas
Propriedades: Alcalinizante, Antidiarréica, Antiescorbútica, Antiflogística, Anti-hemorrágica, Hipotensora Antiinflamatória, Antilítica biliar, Antioxidante, Anti-reumática, Antiúrica, Aperiente, Bactericida, Carminativa, Colagoga, Colerética, Depurativa, Diurética, Digestiva, Estimulante, Expectorante, Febrífuga, Fortificante, Galactagoga, Hipocolesterolêmica, Hipoglicêmica, Laxante suave, Nutritiva, Sudorífica, Tônica
Partes Utilizadas: Raízes, Folhas e Flores






Visite também nossos Blogs: MultifloraMulti VasosMais Plantas, Bela Flore, Segredo das OrquídeasRemédios da VovóPet de CasaReceitas TianastaciaJardim de Remédios, Moldes Fibratech e Portal Multiflora um deles terá a informação que você procura. Fique sempre atualizado seguindo o perfil da Multifloranet nas Redes Sociais.
Aprenda como plantar flores, plantas e frutíferas, saiba qual melhor adubo ou fertilizante usar, qual melhor substrato ou solo ideal para produzir muitas frutas, plantas e flores.
Conheça as plantas raras e flores exóticas, qual melhor vaso para plantar, como fazer podas e a quantidade correta para ter flores no jardim o ano todo.
Dicas de como cultivar suculentas, cactos, orquídeas, folhagens, plantas carnívoras, rosas, samambaias, trepadeiras, plantas de ar, palmeiras, bonsai, rosas do deserto, ervas aromáticas, plantas aquáticas e gramados, com os diversos tipos e qualidades de grama melhor indicado para cada região.
Entenda qual melhor planta para luz direta, luz indireta, meia sombra, locais sombreados, qual planta é ideal para plantar em regiões litorâneas, qual planta resiste a salinidade e climas de frio intenso com geadas.
Aprenda montar você mesmo, jardins de inverno, jardins desérticos, jardins verticais, como fazer orquídea florir e ter flores coloridas no jardim o ano inteiro, como atrair passarinhos, borboletas e beija-flor ao jardim.
Dicas de receitas caseiras para combater pragas e infestações de pulgão, cochonilha, formigas, lagartas e fungos, entenda qual melhor veneno para acabar com cada tipo de ataque ao seu jardim.

Nertera granadensis




Nome Científico: Nertera granadensis
Sinonímia: Coprosma dentata, Coprosma granadensis, Coprosma nertera, Coprosma nigricarpa, Coprosma taiwaniana, Cunina sanfuentes, Erythrodanum alsiniforme, Erythrodanum majus, Geoherpum alsinifolium, Gomozia americana, Gomozia granadensis, Hemiphragma heterophyllum, Logania dentata, Mitchella ovata, Nertera adsurgens, Nertera assurgens, Nertera dentata, Nertera depressa, Nertera montana, Nertera nigricarpa, Nertera repens, Nertera taiwaniana, Nertera tetrasperma, Peratanthe cubensis, Peratanthe ekmanii
Nomes Populares: Nertera, Lágrimas-de-nossa-senhora, Almofada-de-alfinetes, Lágrimas-de-bebê
Família: Rubiaceae
Categoria: Flores, Flores Anuais, Forrações à Meia Sombra, Gramados e Forrações
Clima: Oceânico, Subtropical, Temperado
Origem: América Central, América do Sul, Argentina, Ásia, Chile, Filipinas, Guatemala, Indonésia, Malásia, Nova Guiné, Nova Zelândia, Oceania, Taiwan, Tasmania
Altura: menos de 15 cm
Luminosidade: Luz Difusa, Meia Sombra
Ciclo de Vida: Anual, Perene






A nertera é uma planta herbácea, perene e rasteira, formando pequenas moitas compactas e arredondadas, próprias para forração ou como planta de vaso. Ela é originária de várias regiões banhadas pelo oceano Pacífico, o que inclui países da Ásia, Oceania e Américas. Suas folhas são diminutas, suculentas e arredondadas, de cor verde vivo e glabras e surgem da raminhos finos, quadrangulares, ramificados e prostrados, que emitem novas raízes dos nós se em contato com o substrato. A altura da planta adulta geralmente é de 5 a 8 cm, com um diâmetro de cerca 50 cm. As flores surgem na primavera e são discretas, brancas e minúsculas, de pouca importância ornamental. Já no fim do verão, a planta se enche de pequenos frutos do tipo baga, esféricos, duráveis e brilhantes, de cor vermelha, coral ou laranja, de acordo com a variedade. Os frutinhos dão à planta um aspecto muito gracioso e decorativo, que lembra uma almofada cravejada de alfinetes.
Esta planta tão curiosa e bela é indicada apenas para jardineiros mais experientes, por seus requerimentos. Mas aqueles que tiverem a ousadia de cultivar a Nertera podem ser recompensados com pelo menos três meses de uma exuberante frutificação. É mais comum, no entanto – apesar de ser um novidade no mercado brasileiro, encontrá-la à venda já coberta de frutos e assim adornar a casa por algum tempo, sem se preocupar muito com o cultivo, da mesma forma que outras flores envasadas, como gérberas, violetas e ciclâmes. Nos Estados Unidos, ela é especialmente procurada durante as festas de Hallowen, para a decoração de interiores. Mas também pode ser utilizada no jardim, como forração, se ela se adaptar bem ao local. É ideal para jardins rochosos, acompanhando cactos e suculentas, porém com maior requerimento em umidade.


Deve ser cultivada sob meia sombra ou luz difusa, em substrato com boa capacidade de retenção de umidade, porém arejado e drenável. Misturas de substrato que levem terra vegetal, turfa, vermiculita, casca de arroz ou fibra de côco podem ser interessantes. A nertera aprecia a umidade ambiental e no substrato, mas a água em excesso pode provocar podridão irreversível. Mantenha a planta em local arejado, porém sem correntes de ar e onde possa pegar o sol da manhã ou da tardinha. Irrigue bem e aguarde secar ligeiramente entre as regas. Em locais secos pode ser necessário suplementar a umidade com umidificadores ou colocando um prato com pedras e água sob o vaso, principalmente durante o florescimento. Reduza as regas no inverno. Não tolera o calor e nem o frio intenso. Não gosta de ser mexida, virada ou mudada de lugar. Gosta de clima fresco, sua faixa ideal de temperatura é de 10 a 15°C. Se ocorrerem temperaturas acima de 18°C durante a floração, ela não frutifica. Fertilize com adubos próprios para floração durante o florescimento e frutificação, diluídos pela metade e uma vez ao mês. Remova cuidadosamente os frutos já escurecidos, para um melhor aspecto da planta. Multiplica-se por sementes, colhidas dos frutos bem maduros e postas a germinar na primavera, no escuro – portanto cubra bem as sementes. Germina entre 20 e 25 dias. Também se propaga por divisão da ramagem enraizada e por estaquia.






Alerta:
Esta planta é tóxica e os frutinhos podem ser bastante atrativos. Mantenha fora do alcance de crianças e animais domésticos.


Visite também nossos Blogs: MultifloraMulti VasosMais Plantas, Bela Flore, Segredo das OrquídeasRemédios da VovóPet de CasaReceitas TianastaciaJardim de Remédios, Moldes Fibratech e Portal Multiflora um deles terá a informação que você procura. Fique sempre atualizado seguindo o perfil da Multifloranet nas Redes Sociais.
Aprenda como plantar flores, plantas e frutíferas, saiba qual melhor adubo ou fertilizante usar, qual melhor substrato ou solo ideal para produzir muitas frutas, plantas e flores.
Conheça as plantas raras e flores exóticas, qual melhor vaso para plantar, como fazer podas e a quantidade correta para ter flores no jardim o ano todo.
Dicas de como cultivar suculentas, cactos, orquídeas, folhagens, plantas carnívoras, rosas, samambaias, trepadeiras, plantas de ar, palmeiras, bonsai, rosas do deserto, ervas aromáticas, plantas aquáticas e gramados, com os diversos tipos e qualidades de grama melhor indicado para cada região.
Entenda qual melhor planta para luz direta, luz indireta, meia sombra, locais sombreados, qual planta é ideal para plantar em regiões litorâneas, qual planta resiste a salinidade e climas de frio intenso com geadas.
Aprenda montar você mesmo, jardins de inverno, jardins desérticos, jardins verticais, como fazer orquídea florir e ter flores coloridas no jardim o ano inteiro, como atrair passarinhos, borboletas e beija-flor ao jardim.
Dicas de receitas caseiras para combater pragas e infestações de pulgão, cochonilha, formigas, lagartas e fungos, entenda qual melhor veneno para acabar com cada tipo de ataque ao seu jardim.